Skip to content

Sobre mim…

A história da Flor Amarela.

Era minha primeira viagem fora do Brasil, ao chegar em Bruxelas o taxista não conseguia fechar o porta-malas por causa do tamanho das duas malas enormes que trazíamos. Ele forçou o porta-malas e finalmente conseguiu fecha-lo. Ao chegar no hotel o motorista nos ajudou com as malas e a flor amarela que minha mãe tinha colocado numa delas, para identifica-la facilmente no carrossel do aeroporto, tinha se desprendido e junto veio o cadeado quebrado porque o motorista forçou o porta-malas. Ele simplesmente entregou a flor de plástico a minha mãe e disse “le fleur!” e levantou os ombros como se estivesse dizendo “desculpe-me mas as malas são grandes demais”. Nós duas caimos de tanto rir!

E-mail para contato: blogfloramarela@gmail.com

Flor