Skip to content

Das vantagens de não despachar as malas.

janeiro 18, 2017

Desde o desastre das malas em minha primeira viagem ao exterior (as malas eram enormes e atrapalharam muito a viagem) eu sempre viajo com pouquíssimas peças de roupas, só despacho malas quando não é cobrado taxas de despachos ou quando tenho que trazer o assentos de carros para meus filhos. Para esta viagem à Washigton DC nós resolvemos não despachar as malas, tudo teria que caber em malas que poderiam entrar na cabine do avião, desta forma economizaríamos cerca de $200! (4 malas despachadas a $25 por mala por trecho). Na noite anterior montei as malas incluindo casacos pesados de inverno usando o ZipLoc Space Bag (já falei sobre estas bolsas re-usáveis) e seguimos para o aeroporto. Na ida não tivemos problemas, a maior vantagem foi sair da aeronave e seguir direto para o metrô ao invés de perder 20-30 minutos aguardando as malas na esteira (isso se chegaram em Washington).

No voo de retorno, o fato de não ter despachado as malas provou ter sido a salvação. Ao sairmos do avião em Houston para nossa próxima conexão, meu marido percebeu que havia um voo embarcando no portão ao lado para nosso destino final. Nos aproximamos da atendente que estava embarcando os últimos passageiros e perguntamos se poderíamos embarcar neste voo evitando aguardar 3 horas de tempo de conexão. A primeira pergunta que ela nos fez foi “vocês têm bagagens despachadas?”, respondemos que “não” e ela abriu um sorriso, com bagagens despachadas não é possível alterar os voos. A atendente nos pediu um momento para verificar a possibilidade e depois de 10 minutos já estávamos em nossos assentos prontos para nosso destino final. Chegamos em casa 3 horas antes, deu tempo até de começar a lavar as roupas, até mais.

Anúncios

From → Dica do Viajante

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: