Skip to content

Problemas com o vizinho e lições aprendidas no final do ano.

janeiro 3, 2017

Estávamos hospedados no hotel Holiday Inn Capitol em Washington no final de 2016, o hotel é ótimo, a localização é a melhor em Washington D.C. Nas duas primeiras noites estávamos no último andar do hotel quando na terceira noite um casal com um filho pequeno se hospedeu no quarto ao lado. Entre o nosso quarto e o deles havia uma porta, super comum ter uma porta entre quartos de hotéis para que famílias com mais de 5 pessoas possam se acomodar, o problema é que todo barulho no quarto ao lado não era “abafado” e a criança pequena chorava e esperneava demais. Quando eram 10 e meia da noite, não aguentamos mais e tentei bater na porta do quarto deles para pedir silêncio, eles não atenderam a porta. Aguardamos mais 15 minutos, o barulho não diminuia e então ligamos para a recepção para ver se eles poderiam fazer alguma coisa. Cinco minutos mais tarde alguém da recepção bateu na porta, eles atenderam e escutei o recepcionista pedindo silêncio e informando que estavam incomodando os vizinhos. Quando era mais de 11 da noite o barulho continuava e somente tínhamos uma saída: mudar de quarto. Era óbvio que a criança não iria dormir, a irritação dela era grande demais e os pais não pareciam muito preocupados com isso. Ligamos para a recepção e gentilmente pedimos um outro quarto. Fomos atendidos imediatamente e em menos de 15 minutos já estávamos no quarto andar deitados e pegando no sono.

Em pensando um pouco mais comigo mesmo sobre esta situação, cheguei a conclusão de que a vida é assim mesmo, se os outros não mudam, não são capazes de seguir as normas básicas de civilidade, então nós temos que mudar e buscar soluções que satisfaçam as nossas necessidades. Foi super simples fechar as malas, pegar o elevador e entrar num outro quarto, dormimos bem e acordamos prontos para um dia de exploração, sem escândalos, gritos ou baixarias. Feliz 2017 à todos!

Anúncios

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: