Skip to content

Viajando sozinha com os filhos pequenos.

setembro 15, 2015

Nesta última viagem que fiz à Europa eu pude tirar três semanas de férias porém meu marido tinha que retornar ao trabalho após duas semanas. Decidimos então que não disperdiçaria tempo e ficaria a terceira semana na Grécia com meus filhos que são pequenos.

No fim da segunda semana de férias fomos ao aeroporto de Atenas com meu marido pois eu alugaria um carro de lá para seguir até a região da Argolida enquanto ele seguiria de volta para casa. Ao me despedir do meu marido e aguardá-lo passar pelo controle de passaporte para embarcar, pensei comigo mesma que estava fazendo uma loucuca, uma semana sozinha com filhos pequenos num lugar onde todos literalmente falam grego!? Tarde demais para ter insegurança, deixei meus pensamentos de lado e assumi o modo aventura. Descemos as escadas e procuramos o balcão da Avis. Aluguei um carro sub-compacto e marquei todas as opções de seguro listadas porque não tenho experiência de dirigir na Europa e seguimos nosso caminho. Mesmo com uma pontinha de insegurança seguimos o planejamento e que maravilha que foi, tudo ocorreu dentro do previsto, meus filhos curtiram muito as praias e sorvetes no final das tardes e fiquei realizada por passar estes dias com meus filhos e apreciando as belezas que a Grécia possui. De forma rápida descrevo a receita de tal sucesso:

  1. Traga consigo as cadeirinhas de carros das crianças

Em minhas pesquisas na internet sobre as regras de assentos de carros das crianças na Grécia eu encontrei muito pouca informação, para ficar no lado seguro eu segui as regras que são aplicadas onde moramos e trouxe comigo os assentos elevados para meus filhos, ao deixar o carro na rua, eu guardava os assentos no porta-malas.

  1. Tenha dinheiro vivo em mãos

Viajando sozinha com filhos pequenos é importante ter dinheiro vivo em mãos para qualquer emergência, felizmente não tivemos problemas algum porém ter pelo menos €200 Euros me ajudou a sentir-me confortável para qualquer contra-tempo como pedágios, bares e ingressos de entrada.

  1. Alugue ou traga consigo o GPS

Esta foi a primeira vez que aluguei um GPS porque não teria um segundo adulto comigo lendo e me orientando com um mapa, posso dizer que agora estou viciada no GPS. Como foi cômodo ter o aparelho me dando instruções de onde virar e onde estávamos. Certamente um ótimo investimento.

  1. Diriga devagar e respeite as regras de trânsito

Em lugar desconhecido é sempre bom ficar de olho aberto para evitar dores-de-cabeça. Sair do hotel com tempo, dirigir devagar e prestar atenção são fundamentais para que tudo ocorra sem problemas. Acordávamos cedo, plenajávamos o nosso dia, olhava no mapa para ter uma noção do roteiro e seguíamos em paz e segurança. Como diria o pessoal com quem trabalhava na indústria aeronáutica “Todos os acidentes são evitáveis”, então faça a sua parte e evite qualquer acidente principalmente num país estrangeiro.

  1. Facilite a vida e não planeje muitos deslocamentos

Para evitar muito estresse e corre-corre eu resolvi ficar em uma cidade na região da Argólida, Nafplio, e de lá fazíamos excursões diárias para as principais atrações do local. A idéia principal era não ter que fazer check-in e check-out, arrumar as malas e se descolar a cada dois dias.

  1. Crie sua própria rotina

Logo no carro de Atenas até Nafplio eu fiz um trato com meus filhos: eu estava interessada em ver ruínas e eles queriam praia e brincadeiras. Então criamos nossa rotira nesta semana da seguinte forma, de manhã pegaríamos o carro e iríamos ver as principais ruínas, de tarde iríamos para a praia onde almoçaríamos e retornaríamos para o hotel no final da tarde para descansar, tomar banho, jantar, passear a noite e tomar sorvete. O sorvete era a recompensa das crianças no final do dia porém somente teríam direito ao sorvete caso tivessem se comportado bem durante o dia. Para nós esta rotina funcionou durante estes dias. Não tivemos contra-tempos e todos ficamos felizes. Nossa rotina ficou tão marcante que até o barista do bar onde parávamos todas as manhãs sabia exatamente o que eu iria pedir: um café frappe gelado para viagem, com leite e sem açúcar por €1,50 Euros.

Faria tudo isso novamente! Até mais.

Anúncios

From → Dica do Viajante

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: