Skip to content

Airport hopping – Terceira parte e final!

abril 9, 2013

Cheguei bem em casa depois de tantos aeroportos e tirei algumas conclusões: fazer uma viagem com duas escalas de aviões é super-cansativo, como eu estava economizando cerca de 200 dólares da próxima vez vou pensar muito sério se vale a pena ou não, os voos que poderiam ter sido feitos em cerca de 14 ou 15 horas chegaram a 18 – 20 horas por causa da conexão extra e dos atrasos dos aviões.

Cada perna da viagem foi feita em três voos sendo que pelo menos um estava atrasado, traduzi isso da seguinte forma: a cada três voos você tem um atraso! Achei demais e contribuiu muito para o aumento do cansaço no final de cada jornada.

O único ponto positivo é que como estava viajando sozinha, entenda-se “sem criança”, eu aguentei bem a situação porém da próxima vez pensarei duas vezes antes de fazer isso de novo, agora que já passei pela experiência.

O bom desta viagem é que o voo de São Paulo à Nova Iorque foi feito com o novíssimo Boeing 777-300 da American Airlines. Finalmente descobriram como fazer um assento de classe econômica descente, a reclinação é um pouco maior e existe um suporte lombar nas costas que faz muita diferença em termos de conforto, o lado ruim é que o passageiro de trás fica super-apertadinho e como manda a regra de etiqueta, para jantar e café da manhã é sempre bom deixar o assento na posição vertical para o passageiro de trás poder comer em paz. Outros itens super legais dos assentos é que a tela de TV é maior e existe uma tomada para você recarregar aparelhos eletrônicos, as luzes internas do avião se intercalam entre azul e branca e nos lados a luz é vermelha criando um ambiente aconchegante.

ImageImage

Anúncios

From → Papo de Viajante

Comentários encerrados.

%d blogueiros gostam disto: